12.10.08

Prefácio da psicóloga Ângela Marigny

A pré-adolescência é uma época de transição entre a infância e a adolescência e como toda fase de transição suscita diversas sensações e sentimentos, entre eles a insegurança e o medo. Nesta fase o púbere, que até então vivia focado no seio familiar, começa a se afastar da família para ir de encontro ao seu grupo social. É aqui que começam as comparações com o outro, o interesse pelo sexo oposto, a idealização de um parceiro e de um grande amigo. Até então, ouvia muito seus pais e o que estes esperavam dele. Isto faz com que muitas vezes este indivíduo se sinta incapaz de realizar as expectativas familiares fazendo-o se sentir inseguro. Quando se afasta deste núcleo familiar e vai em direção ao social, deveria ir mais focado nele, o que nem sempre acontece.

É neste momento que um livro como este se faz importante, pois a forma positiva como a autora aborda e trata este assunto faz com que o púbere passe a compreender sobre a importância de buscar dentro dele seus desejos, objetivos e suas próprias expectativas e não mais as de sua família. Este focar em si mesmo traz consigo a possibilidade de sentir-se mais seguro frente a seu grupo social, pois torna claro ao indivíduo seus sentimentos, suas percepções e suas emoções frente à realidade e ao mundo.

Este movimento saudável é essencial para que o indivíduo tenha condições de amadurecer para a vida e sob este aspecto, o livro se torna uma ferramenta importante para ajudar os pais a entenderem e prepararem melhor seus filhos para este momento tão importante de suas vidas.


Ângela K. de Marigny
Psicóloga clínica psicodramatista